sexta-feira, 8 de abril de 2011

Satyaprem - Você é Aquilo.

Que perfeição você está almejando? Que perfeição colocaram na sua cabeça, que você tenha que buscar? Essa perfeição não existe, ela é seu único sofrimento. Você tem tentado ser o que não é, mas você só pode ser o que é. E, se você é, não precisa mais tentar ser, pois você já é. Dessa forma, tudo o que você tem feito, tudo o que o identifica, que lhe dá uma imagem de si mesmo, cai por terra – inclusive, a imagem daquele que está buscando a Verdade vai ter que ser entregue nesse fogo.

Você não precisa melhorar absolutamente nada, tudo está perfeito do jeito que é. Você não precisa de nada, você é a imagem e semelhança de Deus, do Silêncio, d’Aquilo que não tem nome. Isso já lhe foi dito, mas você não acredita. Você é, sim, a imagem e semelhança d’Aquilo, quer goste ou não, acredite ou não. Não estou interessado em crenças. Estou interessado em que você experimente, que veja com seus próprios olhos que não há como ser de outra forma, porque Aquilo é tudo o que existe.

Estou chamando de “Aquilo” e quero que você entenda meu discurso, ele é novo. Você, como pensa que é, não existe – isso tem que ser comprovado por você mesmo. Ou melhor, Aquilo que não existe vai comprovar que não existe. Apenas permita.

Só existe Aquilo, não existe nada fora d’Aquilo. Você tem uma pretensão arrogante de achar que existe “fora” d’Aquilo, mas isso é impossível porque não existe peixe fora d’água. Você é Aquilo e Aquilo não nasce, não morre e não vai a lugar nenhum, nem melhora a si mesmo. Não existe melhoramento, não existe evolução n’Aquilo. Aquilo é perfeito. Aquilo é imutável, é intocável, ninguém toca n’Aquilo. Tudo acontece dentro d’Aquilo. Existe um dizer: “O peixe dentro d’água não tem sede”.

Isso, que tem engendrado toda a busca, não é nada mais do que o engano de um peixe dentro do oceano tentando descobrir onde fica o oceano. Você é um peixe desvairado, navegando os sete mares, perguntando para todos os peixes que encontra: “Você sabe onde é o oceano?” E os outros peixes respondem: “Não, nós também estamos procurando...” Veja! Isso é hilário. Como podemos procurar por algo no qual estamos embutidos?

2 comentários:

Champa disse...

Destaco o texto"
Só existe Aquilo, não existe nada fora d’Aquilo. Você tem uma pretensão arrogante de achar que existe “fora” d’Aquilo, mas isso é impossível porque não existe peixe fora d’água. Você é Aquilo e Aquilo não nasce, não morre e não vai a lugar nenhum, nem melhora a si mesmo."
Venho percebendo cada vez mais que é isso e estou vivendo "isso".
Sem buscar nem encontrar nada, só sendo!Namastê!

Sw Anand Avikal disse...

Yes !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...